26 de jul de 2010

Wilhelm Steinitz, o "criador" do XADREZ atual




Se fossemos escrever sobre a história do Xadrez, teríamos que separar os anos antes de . Steinitz e depois! Ele era de baixa estatura, mal-humorado, com um ego pessoal tão alto quanto seu nível de jogo e, o pai do Xadrez moderno!! Nasceu em Praga (Áustria), em 1836 numa família judia e logo se destacou nos estudos. Queriam que fosse engenheiro, mas logo deixou tudo para se dedicar ao Xadrez. No início foi um bom jogador que praticava o estilo do resto do mundo, chamado romântico caracterizado por ataques violentos contra o rei e sacrifícios com combinações espetaculares . Mas Steinitz não via o Xadrez como uma arte, mas uma ciência .Ele sugeriu que mais importante que atacar é tirar proveito da situação com a colocação de peças pela iniciativa, e muito mais. Steinitz foi severamente criticado pelos seus contemporâneos e seu legado não foi compreendido e aplicado, até a próxima geração de enxadristas . Seus conceitos eram desconhecidos e desprezados pela maioria dos seus rivais, fato que foi uma grande vantagem para ele.
Quando Steinitz atacava ele o fazia lentamente, sem riscos, acumulando pequenas vantagens até a posição de seu adversário deteriorar.Ele enfrentou o mundo do Xadrez no seu tempo e sua origem judaica, também o levou a receber o desprezo de alguns dos seus rivais ( alguns se recusavam a estender a mão ou a não o admitir em um Torneio) . Steinitz faleceu em 1900, internado em um hospital mental ( com transtornos mentais similar aos de Murphy). Steinitz foi o melhor jogador de sua época e sua contribuição teórica alterou o Xadrez para sempre...
"A acumulação de pequenas vantagens leva a uma supremacia considerável". (Wilhelm. Steinitz, ex-campeão mundial)