24 de jul de 2010

MESTRES DO PASSADO x MESTRES ATUAIS



Quem foram melhores jogadores? Lasker, Capablanca e Alekhine ou Carlsen, Topalov e Aronian? Atualmente os jogadores tem à sua disposição vários mecanismos para incrementar sua preparação! Alguns : 1 - EVENTOS : A quantidade de Torneios e partidas ao longo de suas carreiras : Lasker conseguiu pouco mais de 529 partidas em Torneios, ao longo de sua carreira : 44 anos. Começou em 1892 Torneio de Londres e terminou o ano 36, com vitórias de torneio em Moscou e Nottingham. São 12 por ano, uma por mês. Hoje, um jogador de xadrez profissional pode jogar 100 partidas de Torneio por ano. No caso de Capablanca, de acordo com o Wikipédia, jogou 583 partidas, participou em 28 Torneios e disputou mathes individuais, em quarenta anos de xadrez. Alekhine provavelmente o jogador mais apaixonado e dedicado ao xadrez , só comparável com Fischer, em www.chessgames.com/ afirma ter um banco de dados que contém 1.908 partidas . Sua carreira começou no St. Petersburg Torneio de 1909 e o último Torneio em que vemos é o de Cáceres, 1945. Ele jogou 34 Torneios e participou em 88 mathes.Portanto, três vezes maior do que Capablanca. E os jogadores atuais?? www.chessgames.com/ tem uma base de 3.407 partidas de Anatoly Karpov entre 1961 e 2009, em 48 anos de atividade. Victor Korchnoi 4285 partidas em 64 anos de atividade.. Aqui está um outro jovem : Viswanathan Anand contém 2353 no período 1984-2009 em 25 anos de atividade. É lógico que tais informações estão imcompletas, tais dados não estão atualizados. Karpov jogou mais de 150 Torneios em sua carreira. 2.CONSELHEIROS - Capablanca, Alekhine ou Lasker não possuiam. Hoje, os jogadores tem sua equipe de elite (Grandes Mestres) que os preparam analizando linhas e partidas .
3.PREMIOS: Reuben Fine recebeu 500 dólares pelo Torneio de Avro. No Campeonato Mundial Anand levou R$2,7 milhões para casa. Provavelmente entre os jogadores famosos do passado, a único que vivia com algum conforto financeiro foi Capablanca que foi subsidiado pelo governo cubano 4. A ELITE DO XADREZ: No passado o n° de jogadores "de ponta" não passava de 20 hoje, mais de 100 só com ELO maior que 2600 ! ! 5 - INTERNET: Hoje nós temos informações, bases de dados, super programas que analizam qualquer posição com precisão e jogam muitíssimo bem, milhares de páginas sobre o assunto e centenas de clubes de xadrez virtual. Num segundo, sem sair de sua casa, podemos jogar em todo o mundo. 6. DISTÂNCIAS : Quando Capablanca saiu de Cuba para jogar um torneio em Moscou teve de deixar Havana dois meses de antecedência . Claro, ele fez escalas em Berlim e Paris , para dar simultânea e ajudar a custear sua viagem.
Hoje, um Grande Mestre viaja de Madrid a Moscou em 10 horas. !! Não estou de forma alguma valorizando os Mestres atuais por sua preparação, dinamismo ou pelo arsenal existente afinal, atualmente espera-se que um Grande Mestre domine todas as fases do jogo ( e bem). Os Gênios do passado (é lógico) possuiam pouquíssimo material de estudo e quase nenhuma informação de seus rivais, por isso para conquistar fama e prestígio internacional teriam que ter atuações impecáveis, ou seus adversários se recusavam a jogar... A compreenção e profundidade de idéias dos Mestres do passado são a base do Mestres atuais! Hoje, para alcançar nível internacional é indispensável "passar" pela ESCOLA do passado e conhecer a riqueza de idéias e como esses gênios criadores desvedaram a base do que é hoje nosso XADREZ!! A recomendadíssima obra de Kasparov "Meus geniais predecessores" esclarece esse assunto...